Ferramentas do usuário

Ferramentas do site


05_curso_antigo:r2013:alunos:trabalho_final:salatansio:start

img_5301d.jpg

Sabrina Latansio

Bacharel em Ciências Biológicas pela UNESP, Mestre em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente pelo IBt/SMA, Doutora em Biologia Vegetal pela UNICAMP, atual Pós-doutoranda da USP. Linha de pesquisa com ênfase em ecofisiologia do uso do Carbono e Nitrogênio em plantas arbóreas de florestas e savanas. Contatos: salatansio@yahoo.com.br, salatansio@hotmail.com

Currículo lattes

Dissertação de Mestrado

Tese de Doutorado

Apostilas de Introdução ao uso do R em português:

Apostila UERJ

Apostila PIRE/INPA

Divulgação dos Artigos publicados:

exec

TRABALHO FINAL

PROPOSTA 1 - Criar uma função no R que tenha como entrada/input um vasto conjunto de dados advindos de muitas espécies de plantas, com variáveis ecofisiológicas de diversas naturezas, e que seja capaz de buscar grupos funcionais possíveis entre as espécies avaliadas. Gerando gráficos/output dos prováveis grupos e suas variáveis determinantes. A idéia é que a função possa encontrar as maiores similaridades funcionais entre as espécies e agrupá-las. E se possível, que depois disso a função possa comparar os grupos criados com histogramas evolutivos que contenham informações sobre a evolução de cada espécie de planta estudada, de forma que forneça pistas e/ou possibilidades de quais atributos melhor se relacionam à história evolutiva das plantas estudadas.

PROPOSTA 2 - Criar uma função que se utilize de dados já gerados por modelos de previsão de deposição de nitrogênio (N) em certas regiões no mundo, e de dados ecofisiológicos sobre uso de nitrogênio em plantas arbóreas de ecossistemas diversos, e simule cenários de mudanças na composição das espécies das comunidades utilizadas no input, gerando figuras com estes cenários. A idéia é fazer previsões sobre o comportamento de espécies específicas em comunidades vegetais específicas, com base nos seus perfis de uso de N, em relação aos cenários previstos de deposição de N em áreas específicas do mundo. Seria uma forma de prever respostas de plantas à deposição de N. Por exemplo, a função seria capaz de mostrar que uma certa espécie não toleraria certo excesso de N no ambiente e apenas sobreviveria se migrasse para outra região com menor deposição, ou que esta espécie seria possivelmente extinta se tal deposição ocorresse.

Comentários

Olá Sabrina,

As idéias são bacanas, mas muito ambiciosas. Estão mais para pacotes do CRAN que para função de curso! Além disso, trazem complicações teóricas muito grandes, p.ex: determinar critérios objetivos para a definição de grupos funcionais é um tema polêmico e não resolvido na literatura e tampouco metodologicamente. Não fica claro tb. como fará a inclusão da história evolutiva dos grupos (ficou muito geral e esse tb. é um desafio grande). Minha sugestão é que não se comprometa com uma proposta muito ambiciosa, com o risco de se frustar. Além disso, vamos avaliar a função pelo que vc. se comprometeu a entregar nessa proposta. Para ser bastante conservativo, sugiro que faça apenas o inicio da idéia:

  1. a partir de dados de caracteres funcionais (morfologicos, fisiológicos…) criar uma matriz de similaridade (OU DISTÂNCIA) entre as espécies e devolver um gráfico com um cluster e a matriz, sem se comprometer com a definição dos grupos funcionais nesse momento.

Sugiro também que use o indice de Gower que permite a inclusão de dados de diferentes naturezas… Veja o livro do Legendre (Numerical Ecology) ou google it (“Gower similarity index”)! Veja tb. a função hclust() para grafico de cluster hierarquico. Não esqueça: MODIFIQUE A PROPOSTA PARA QUE A AVALIAÇÃO SEJA FEITA A PARTIR DESSA SIMPLIFICAÇÃO

Bom trabalho! — Alexandre Adalardo de Oliveira 2013/03/25 10:11

05_curso_antigo/r2013/alunos/trabalho_final/salatansio/start.txt · Última modificação: 2020/08/12 06:04 (edição externa)